UFRJ discute políticas de ação afirmativa

ENSINO SUPERIOR

, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2010 | 00h00

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) formou ontem uma comissão para discutir a implantação de políticas de ação afirmativa na universidade, como cotas para negros, índios e estudantes de baixa renda. A comissão, decidida em reunião do Conselho Universitário (Consuni), deverá apresentar propostas sobre a forma de ingresso na sessão do conselho de 12 de agosto. Na ocasião, haverá votação para saber se a universidade adotará ou não as políticas afirmativas para o vestibular que acontece no final deste ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.