Uganda prende 19 suspeitos de planejar ataque em Kampala

A polícia da Uganda prendeu 19 pessoas com conexões com um ataque frustrado no centro de Kampala, o qual os Estados Unidos disseram ter sido iniciado por militantes somali do grupo al Shabaab.

REUTERS

14 Setembro 2014 | 12h42

Fred Enanga, porta-voz da polícia ugandense, não quis dar mais detalhes sobre os detidos.

"O ataque foi frustrado em um estágio em que estava iminente", disse ele.

A descoberta da suposta célula ocorreu enquanto o Quênia se prepara para o primeiro aniversário desde que homens armados do al Shabaab mataram 67 pessoas em um ataque ao shopping Westgate em Nairóbi.

Os militantes islâmicos ameaçaram realizar mais ataques desde a morte de seu líder em um ataque norte-americano no início deste mês.

Autoridades de Uganda disseram ter aumentado a segurança em hoteis e outros locais chave, incluindo o Aeroporto Internacional Entebbe desde que realizaram as prisões.

Eles se recusaram a dizer se o al Shabaab estava por trás do alegado ataque, ainda que a embaixada dos EUA na Uganda tenha dito no sábado que a célula era comandada pelo grupo militante.

(Por Elias Biryabarema)

((Tradução Redação São Paulo 55 11 56447751)) REUTERS RS

Mais conteúdo sobre:
MUNDOAFRICAUGANDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.