Ugandense passa mal ao levar cocaína no estômago

O ugandense Khuju Moses Shaban, de aproximadamente 40 anos, acusado de transportar no estômago 80 cápsulas de cocaína - um total de 1,035 quilo - está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Antonio Giglio, em Osasco, na Grande São Paulo, após passar mal e ser encaminhado pelos bombeiros para o pronto-socorro do Jardim Santo Antonio, na mesma cidade.

RICARDO VALOTA, Agência Estado

18 Abril 2012 | 02h59

Quando caminhava pela Rua Agostinho Navarro, no bairro Olaria do Nino, também em Osasco, por volta de meio-dia de ontem, 17, o africano caiu no chão após uma das cápsulas se romper dentro do estômago. Testemunhas ligaram para os bombeiros. Já no hospital, ao detectarem a droga, os médicos acionaram a Guarda Municipal. Após expelir as 80 cápsulas e sofrer uma parada cardiorrespiratória, o traficante foi internado na UTI.

Até as 2h de hoje, Moses não havia revelado aos agentes municipais a origem e o destino da droga, mas acredita-se que ele viajaria para algum país e receberia alguma recompensa financeira pelo transporte da droga. O caso deve ser registrado no 1º Distrito Policial de Osasco e o acusado, caso sobreviva, será autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Mais conteúdo sobre:
traficanteugandenseinternado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.