Última a entrar na FEA não estava inscrita

Candidata foi de Guaianases à USP

, O Estadao de S.Paulo

23 de novembro de 2009 | 00h00

A dona de casa Marcia Cristina Alves de Lima, de 40 anos, foi a última a entrar - correndo - no prédio da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP (FEA) para o vestibular, mas não fez a prova. Márcia descobriu que não estava inscrita naquele prédio - e em nenhum outro local de prova da Fuvest.

Ainda esbaforida, contou que enfrentou uma odisseia para chegar ao local. "Passei roupa, fiz comida para as crianças e depois peguei ônibus, trem e outro ônibus", disse Marcia, que mora em Guaianazes, zona leste, bairro que fica a mais de 30 quilômetros de distância da USP.

Segundo fiscais da Fuvest, o problema ocorreu porque Marcia confundiu a solicitação de isenção com a inscrição. Ela não precisou pagar a taxa e teria entendido que já estava inscrita. A dona de casa concorreria a uma vaga em Administração, por isso tratou de correr para o prédio da FEA. Mesmo sem estar inscrita, ela teve de seguir a regra de quem fez a prova. Como já havia entrado no prédio quando os portões foram fechados, só pôde ir embora às 16h.

Outro candidato que não conseguiu fazer a prova foi André Mendes Lona, de 18 anos. Ele tentaria, pela terceira vez, entrar no curso de Arquitetura, mas se confundiu ao consultar o local de prova na internet e foi parar no prédio em que prestou o vestibular de 2008. "Ainda vou tentar outras universidades. Acho que não vou mais prestar Fuvest. Não quero fazer mais um ano de cursinho."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.