Último ninja do Japão revela técnica milenar 'letal' que tende a desaparecer

Jinichi Kawakami diz que, quando morrer, a arte ninjitsu morrerá com ele.

BBC Brasil, BBC

22 de novembro de 2012 | 15h15

O japonês Jinichi Kawakami, de 63 anos, é apontado pelo museu Iga-ryu como o último grande mestre ninja.

Ele conta que começou a ser treinado aos seis anos de idade, mas não sabia qual a finalidade do aprendizado.

O japonês diz que chegou a pensar que era para roubar, até que aos dez anos descobriu que ia ser um ninja.

Quando completou a maioridade, ele se transformou o responsável pelo clã Ban, que existe há mais de 500 anos.

Kawakami diz que quando morrer, a arte ninjistu vai morrer com ele. Ele acredita que a técnica não se aplica mais aos tempos modernos. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
alsogeralninjajapãomestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.