Ultracargo diz que incêndio foi reduzido, mas chamas ainda atingem 3 tanques

Em nota divulgada no final da tarde deste domingo (5), a Ultracargo, proprietária dos tanques de combustível que estão sob chamas em Santos, informou "que o incêndio em parte de seu terminal foi reduzido após a chegada de novos equipamentos e materiais desde a noite de ontem, cedidos por empresas parceiras e participantes do Plano de Auxílio Mútuo (PAM)". De acordo com a companhia, no momento as chamas atingem três tanques, um a menos que na noite anterior.

EQUIPE AE, Estadão Conteúdo

05 Abril 2015 | 18h09

A companhia, na nota, diz ainda que "a entrada em operação de reforços é decorrente de estratégia acertada no início da noite de sábado durante reunião do Comitê de Integração instalado para gerenciar o incidente". Sob coordenação do Governo do Estado de São Paulo e da Prefeitura de Santos, o comitê conta ainda com a participação da Ultracargo, da Companhia Docas do Estado de São Paulo e da Petrobras.

"As recentes ações coordenadas pelos bombeiros levaram a expressivos avanços nas operações de combate, o que deixa a companhia otimista quanto ao desfecho da operação", diz a nota.

Mais conteúdo sobre:
SantosincêndioUltracargo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.