Um caldo para cada dia

Chupe vem do quéchua "chupi"e quer dizer prato comum, simples. Mas em Arequipa, ao sul do país, essa espécie de sopa é bem mais que isso e tem variantes específicas. A base de preparação para os chupes são a pimenta dedo-de-moça (ají), o sal, a água e as batatas. E não podem faltar os ovos quebrados no caldo fervente. Em muitas das preparações adicionam-se cubos de queijo fresco e em outras, leite evaporado, que traz cremosidade ao caldo e suaviza o assentamento dos outros ingredientes, principalmente os vegetais (favas, cenouras, abóbora e milho). Às vezes junta-se arroz. Com tanta variedade de produtos, não é difícil cumprir com a tradição de um chupe para cada dia da semana.

MIGUEL FAZANELLA , ESPECIAL PARA O ESTADO, É O CALDO BLANCO: ABÓBORA, GRÃO DE BICO, CEBOLA, CEBOLINHA, SAL, PIMENTA, ARROZ, LEITE, FARINHA, ALÉM DA CARNE DE CORDEIRO., O Estado de S.Paulo

22 Setembro 2011 | 03h09

O chaqe, que se come às segundas-feiras, leva carne bovina cortada em cubos ou fatias grossas e tripas de cordeiro cortadas em pequenos cilindros, que servem de base para o preparo do caldo. Às terças-feiras come-se o chairo, com pimentões verdes, abóboras, cenouras, favas, cebolas, e chuno, uma batata típica, acompanhando a carne de cordeiro.

Às quartas-feiras, pebre, uma sopa de montanha que tem como base um molho espanhol feito com alho, pimenta e vinagre em que se juntam carne de aves, arroz e feijões ou grão-de-bico. Quinta é dia de timpusca, cozido em que a estrela é a cecina, espécie de presunto curado cortado em fatias finas, feito de suínos e também de ovinos e outros animais.

Às sextas-feiras seguindo a tradição religiosa católica, come-se o chupe à base de peixes e crustáceos. Uma variante desse chupe de viernes é feita com camarones, camarões grandes de água doce. Hoje, ele atinge status de iguaria nacional e particularmente me encanta a versão do El Rinconcito Arequipeño, em Lima, de decoração simples, que mantém a mesma carta de especialidades do sul por mais de 40 anos. Sábado é dia de rachi, um primo da buchada de bode, que leva também carne bovina. E domingo? É necessário dar uma trégua e a especialidade

El Rinconcito Arequipeño. Bernardo Alcedo Jr., Lima, 514,

0/xx/51 1 471-6484

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.