Um clássico: ‘Banzai! Vai-Vai’

Samba virou um clássico e deu à escola o título de campeã em 1998

Humberto Maia Junior,

12 de janeiro de 2008 | 14h54

Em 1998, a Vai-Vai aproveitou os 90 anos da imigração japonesa e colocou na passarela brancos, negros e orientais. A mistura deu tão certo que o samba Banzai! Vai-Vai virou um clássico e deu à escola o título de campeã. "Foi um momento inesquecível na minha carreira", relembra o carnavalesco Chico Spinosa. Para desenvolver alegorias e fantasias, ele estudou bastante e virou assíduo da Liberdade.  O carnaval de TóquioOriental com ginga brasileira O carnavalesco conta que vencer a desconfiança característica dos orientais e ser tão bem recebido só foi possível porque contou com uma ajuda valiosa: um dos profissionais de sua equipe era descendente de japoneses.  Para o presidente da escola, Thobias da Vai-Vai, aquela vitória foi resultado da união de culturas. "A disciplina e a organização dos japoneses somadas à garra dos negros da Vai-Vai deu um resultado surpreendente." Em São Paulo, onde a diferença entre o primeiro e o segundo lugares costuma ser de apenas um ponto, o tema garantiu à escola seis pontos de vantagem.

Tudo o que sabemos sobre:
Imigração JaponesaCarnaval

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.