Um cuoco brasileiro entre os súditos da ilha

Em visita aos campos de golfe no reino da rainha Elizabeth, Paulo Barros, do Due Cuochi, esteve nos restaurantes de dois chefs-celebridades. E gostou

Paulo Barroso de Barros, especial para O Estado,

02 Julho 2009 | 10h37

Acabo de voltar de uma viagem à Grã-Bretanha. Não foi uma expedição gastronômica, fui lá para jogar golfe. Mas visitei dois restaurantes em Londres que valem a pena: Maze Grill, de Gordon Ramsay, e Fifteen, de Jamie Oliver. O Maze estava cheio em plena noite de segunda-feira. Eu e meus sete amigos fomos direto para a ala menos "gourmet", o Maze Grill, dedicada aos grelhados. A cozinha era aberta e a nossa mesa ficava ao lado dela. Deu para acompanhar todo o trabalho - não pude evitar. Fiquei impressionado com a variedade de cortes, eles são mostrados ainda crus para que o cliente escolha. Vi três qualidades de filé mignon, com diferentes graus de marmorização. Do menu, provei o Kobe beef "legítimo", importado do Japão. Foi minha primeira vez com um Kobe japonês. A textura da carne é deliciosa na boca. De tão bom, me lembrou um foie gras. Molhos e guarnições surpreenderam: em steakhouses é raro ver tamanho capricho na escolha dos ingredientes para os acompanhamentos. O espinafre sautée com gruyère gratinado veio crocante, uma interessante textura. Para lá das 23h, com o restaurante esvaziando, invadi a cozinha e arrisquei um diálogo com o chef. Simpático, ele me deixou amarrar uma carne de cordeiro e participar da brincadeira. No almoço do dia seguinte bati à porta do Fifteen, de outro chef-estrela, Jamie Oliver. Como no Maze, a casa tem duas alas. Ficamos na Trattoria, de ambiente despojado, a cara de Jamie; sobre as mesas, jogos americanos. Matei a fome e a curiosidade com três pratos. Abri com o nhoque à sorrentina - um "nhocão" de batata absolutamente perfeito, com molho de tomate, manjericão e mussarela de búfala, uma das melhores consistências de nhoque que já provei. Na sequência, comi rigatoni à bolonhesa, com massa al dente, e um molho que levava boa variedade de carnes, incluindo porco. Ao final, me rendi ao bucatini à matricciana, feito do jeito certo, à italiana, com a bochecha do porco curada, sem gosto de defumado. Imperdível. Maze - 0-13 Grosvenor Square, 020 7107 0000 Fifteen - 15 Westland Place, 44 (0) 870 787 1515

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.