Um eterno defensor do nacionalismo musical

OSVALDO LACERDA * 1927-2011

João Luiz Sampaio, O Estado de S.Paulo

19 de julho de 2011 | 00h00

Morreu na madrugada de ontem, aos 84 anos, de insuficiência renal, o compositor Osvaldo Lacerda. Um dos principais nomes do nacionalismo musical brasileiro, ele seria enterrado hoje, às 9 horas, no Cemitério da Consolação.

Lacerda nasceu em São Paulo. Começou na música pelo piano, aos 5 anos. A partir de 1952, foi estudar composição com Camargo Guarnieri, um dos defensores do que o escritor Mário de Andrade chamava de "música de caráter essencialmente nacional". O contato com Guarnieri determinou sua carreira. Herdou dele a preocupação com a produção nacional; em 1961, foi um dos fundadores da Sociedade Pró-Música Brasileira. Um ano depois, seria o primeiro brasileiro a usufruir bolsa da Fundação Guggenheim, indo estudar nos EUA com Aaron Copland.

O retorno foi marcado pela participação em um embate estético que pautaria boa parte da criação musical no País na segunda metade do século 20. Ao lado de Guarnieri, defendeu a produção musical que considerasse o espírito brasileiro em detrimento de "falsas teorias progressistas da música", associadas ao austríaco radicado no Brasil H. J. Koellreutter. "Participei de debates, briguei, enquanto Guarnieri me dizia que o que eu deveria fazer era ir para casa compor. Foi o que fiz. Brigávamos, mas os dois lados estavam na mesma situação, sem ver suas obras executadas", lembrou ele em conversa com o Estado em 2002.

Lacerda sempre defendeu uma música que, não importa a roupagem estilística ou harmônica, possua características próprias da música brasileira. Isso levava à formação de um arcabouço teórico segundo o qual, dizia, a música não era uma linguagem universal. "A linguagem é sempre nacional, podendo ser compreendida universalmente. Essa percepção faz toda a diferença."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.