Um grupo de dezenas de icebergs desafia cientistas

Um "exército" de quase 100 icebergs, algunsde até 150 metros de altura, foi visto a cerca de 200 quilômetros do litoral da Ilha do Sul, num fenômeno observado pela primeira vez emmais de 70 anos tão perto da Nova Zelândia. A imprensa local informa que os blocos de gelo foram observados na noite de sexta-feira pela Força Aérea Orion, que patrulhava águas da ilha Stewart, em frente à cidade de Invercargill. O porta-voz militar Glenn Davis disse ao jornal The Dominion Post que os icebergs estavam divididos em dois grupos. O maior deles media 1,8 quilômetro de comprimento e 1,3 de largura. Os cientistas estranham a presença dos icebergs tão ao norte da Antártida. Até agora, nenhum deles atribuiu o fenômeno às conseqüências da mudança climática. "Não quero especular sobre isso. Pode estar relacionado com vários fatores, como a quebra de um iceberg maior", disse ao jornalThe New Zealand Herald o pesquisador Paul Augustinus, da Universidade de Auckland. A costa da Nova Zelândia não via um fenômeno assim desde 1931, quando um "exército de icebergs" chegou a uma praia perto de Dunedin, 250 quilômetros a nordeste de Invercargill.

Agencia Estado,

04 de novembro de 2006 | 04h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.