Um homem mergulha na música para se reinventar

O protagonista de The Song Is You está à beira de... alguma coisa. E não ajuda o fato dele não saber exatamente do quê. Ex-marido, ex-profissional bem-sucedido, ex-pai, ele se descobre sozinho em Manhattan após a morte da filha e o fim de seu casamento. Não há para onde correr - a não ser para a música, que aqui aparece como recanto em que o homem pode encontrar a si mesmo e redescobrir o mundo em que não consegue mais viver. Em resenha no New York Times, Kate Christensen, após fazer um balanço dos dois primeiros romances do escritor, bem recebidos pela crítica e público, afirma que "The Song Is You é menor, mais focado, sugerindo um novo caminho estimulante" para prosa contemporânea.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.