Um milhão de bebês nascem com deficiência a cada ano na China

Especialistas afirmam que gravidez tardia é uma das razões.

BBC Brasil, BBC

13 de setembro de 2007 | 10h16

Um milhão de bebês nascem com deficiência a cada ano, na China, informou o jornal chinês China Daily, controlado pelo governo.Mulheres engravidando mais tarde e estilos de vida menos saudáveis seriam alguns dos motivos para os defeitos congênitos, segundo especialistas em saúde ouvidos pelo jornal."A taxa é três vezes maior do que em países desenvolvidos", disse o professor Li Zhu, diretor do Centro Nacional para Maternidade e Saúde na Infância.O anúncio foi feito durante o dia nacional para a prevenção de defeitos congênitos, na quarta-feira.Os defeitos congênitos registrados incluem lábio leporino, defeitos no tubo nervoso, número anormal de dedos, doenças cardíacas e água no cérebro.Além da gravidez tardia, os especialistas apontam o baixo consumo de algumas substâncias - primariamente o ácido fólico e a tintura de iodo -, a exposição a poluentes que causam danos à saúde e estilos de vida pouco saudáveis como possíveis causas.Entre os bebês que nascem com defeitos congênitos, apenas 30% podem ser tratados ou curados. Outros 40% vão conviver com as deficiências pelo resto da vida e o restante morre pouco depois de nascer, afirmaram os especialistas ao China Daily.Estatísticas do Ministério da Saúde chinês mostram que os defeitos congênitos afetam uma em cada dez famílias.O professor Li Zhu disse que a maior parte dos defeitos pode ser detectada durante a gravidez e medidas preventivas podem ser adotadas.Ele também pediu aos casais que façam exames de saúde antes de procriar.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.