Um palmeirense que sonhava com cantinas

Um dos principais nomes da comunidade italiana em São Paulo, Giovanni Bruno morreu na terça, 26. O fundador do restaurante Il Sogno di Anarello chegou a São Paulo com 14 anos, em 1950. Trabalhou por 17 anos no Gigetto. Dizia ser um dos autores do capelete à romanesca - com creme de leite, presunto cozido, manteiga e champignon.

O Estado de S.Paulo

28 Agosto 2014 | 02h07

Saiu para manter, com três colegas, a Cantina do Júlio, no Bixiga. O Il Sogno di Anarello, casa de seus sonhos, veio em 1980.

Sua fama ia além da comida. Em 1988, inspirou um personagem na novela Vida Nova, de Benedito Rui Barbosa: um jovem imigrante dono de cantinas.

Era apaixonado pelo Palmeiras e morreu no dia do centenário do clube. Cidadão Honorário de São Paulo, ficou 20 dias internado em um hospital italiano. Lá, contava tantos casos de sua vida por aqui que ficou conhecido como "o brasileiro".

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.