Umidade do ar aumenta e SP sai do estado de alerta

Às 20h45 de hoje, a Defesa Civil municipal retirou, em razão da elevação da umidade do ar, o estado de alerta na cidade de São Paulo para entrar no estado de observação - acima de 30%. A umidade do ar aumentou em toda a capital paulista. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE), a medição mais baixa, às 20h25, era vista na estação de Santo amaro, com 44% de umidade. A maioria das estações, de acordo com a Defesa Civil, media entre 40% e 65%. Na estação Parelheiros, a umidade do ar chegou a 93%.

PEDRO DA ROCHA, Agência Estado

27 de agosto de 2010 | 21h10

O tempo seco e estável fez as temperaturas de hoje subirem. Os termômetros marcaram 31,3 ºC durante a tarde, enquanto a umidade relativa do ar registrada na estação meteorológica automática do Mirante de Santana, na zona norte, foi de 12%, por volta das 15 horas. Esta situação, além de provocar o agravamento dos problemas de saúde, favorece a propagação de queimadas, piorando a qualidade do ar e dificultando a dispersão dos poluentes.

Segundo o CGE, o tempo seco deve permanecer nos próximos dias. Na segunda-feira a passagem de uma frente fria de fraca intensidade pode elevar um pouco a umidade do ar na cidade de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
tempoumidadealertaSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.