Unesp diz que não há provas de ''rodeio''

Uma comissão da Universidade Estadual Paulista (Unesp), câmpus de Assis, puniu com suspensão de cinco dias os dois alunos acusados de participar do "rodeio das gordas", em que estudantes obesas eram humilhadas.

, O Estado de S.Paulo

17 de dezembro de 2010 | 00h00

A comissão concluiu que os estudantes, um aluno de Engenharia Biotecnológica e outro de Ciências Biológicas, usavam um site para divulgar material discriminatório e ofensivo às alunas, usando o nome da universidade.

A Unesp diz que não conseguiu provas da ação dos dois nas agressões a colegas durante jogos universitários. Segundo relatos dos próprios alunos, jovens montaram em estudantes obesas, numa simulação de rodeio. Ganhava quem segurava a aluna por mais tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.