União Africana se oferece para mediar cessar-fogo na Líbia

Líderes da União Africana se ofereceram na sexta-feira para mediar as negociações na Líbia para um cessar-fogo e a transição para um governo democrático, mas deixou em aberto se haverá qualquer função no futuro para o líder líbio Muammar Gaddafi.

REUTERS

01 Julho 2011 | 18h43

A proposta foi apresentada para representantes de Gaddafi e rebeldes que participam de uma cúpula de 53 nações na Guiné Equatorial.

"Muito em breve vamos lançar negociações em Adis", afirmou a repórteres o presidente sul-africano, Jacob Zuma, se referindo à capital da Etiópia onde está a sede da União Africana.

Não havia imediatamente reação à oferta de ambas as partes.

(Reportagem de David Lewis)

Mais conteúdo sobre:
UALIBIAMEDIAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.