União Européia exige que carros poluam menos

A União Européia (UE) advertiu a indústria automobilística que adotará leis que forçarão cortes na emissão de dióxido de carbono, se as empresas não se esforçarem mais para atingir metas voluntárias de corte na poluição. A Comissão Européia, órgão executivo da UE, saudou as notícias de que fabricantes de automóveis europeus, coreanos e japoneses reduziram as emissões de CO2 dos carros novos numa média de 12,4% entre 1995 e 2004.Mas alertou que um ritmo mais forte de redução será necessário se a indústria quiser atingir a meta voluntária de 25% de redução até 2008, para os fabricantes europeus, e 2009, para os asiáticos. "A situação não é satisfatória", disse o comissário de Indústria, Guenter Verheugen. Os cortes na emissão veicular de poluentes é parte essencial da política européia para reduzir os gases do efeito estufa de acordo com o estipulado no Protocolo de Kyoto.As preocupações da UE se agravam por conta dos dados de que, embora as emissões por carro e por quilômetro rodado tenham caído, a emissão total do transporte rodoviário subiu 22% desde 1990, por conta do aumento no número de carros e da quilometragem rodada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.