Universidade japonesa critica cientista por pesquisa duvidosa

A mais importante universidade do Japão criticou um professor de química, depois que um comitê de investigação descobriu que 12 dos experimentos do cientista não podiam ser reproduzidos, informou um porta-voz da instituição. A decisão da Universidade de Tóquio vem poucas semanas depois de a Coréia do Sul acusou o cientista Hwang Woo-suk de inventar os resultados de pesquisas com clonagem, publicadas em artigos nos anos de 2004 e 2005.A universidade japonesa montou a equipe de investigação em abril de 2005, para apurar as pesquisas realizadas por Kazunari Taira, de 53 anos. Taira disse que discorda dos achados do comitê e que não renunciará de sua posição, informa a agência de notícias Kyodo News.Em uma série de artigos publicada na revista científica Nature e outros periódicos, entre 1998 e 2004, Taira alega ter conseguido induzir bactérias a produzir a enzima humana Dicer. No entanto, a comunidade científica japonesa recebeu diversos comunicados de cientistas que não conseguiram reproduzir os resultados de Taira.

Agencia Estado,

27 de janeiro de 2006 | 14h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.