Universitários timorenses se emocionam ao ver o papa

Um grupo de universitários do Timor Leste ficou emocionado ao ver o papa Francisco na praia de Copacabana, na zona sul do Rio, na noite desta sexta-feira, 26. Imaculada Conceição Ribeiro, de 27 anos, que estuda Pedagogia em Florianópolis, disse não ter conseguido conter as lágrimas após a passagem do papamóvel. "Estou muito feliz e emocionada", disse, em um português quase perfeito, a universitária que mora há cinco meses no Brasil.

TIAGO ROGERO, Agência Estado

26 de julho de 2013 | 19h21

Após 17 horas de viagem em ônibus, Imaculada Conceição chegou nesta tarde ao Rio. Mal deixou a mala na casa onde vai se hospedar e foi à praia de Copacabana. O grupo é recebido na casa de uma voluntária no bairro Fonseca, na zona norte do Rio.

Também originário do país asiático, Carvarino de Carvalho, de 21 anos, ficou igualmente emocionado. "Me sinto abençoado. Nunca havia vivido algo assim. É o maior evento do mundo e estamos nele. É incrível poder ver ao vivo o papa, que antes só tinha visto pela TV", afirmou o estudante de Relações Internacionais na Universidade Federal Fluminense.

Dos cerca de 200 timorenses que, como eles, estão no Brasil estudando em universidades, 40 vieram para o Rio para a Jornada Mundial da Juventude. "Somos um país muito católico. Há também islâmicos e protestantes, mas a maioria é de católicos", disse Carvalho. O animado grupo balança bandeiras do Timor Leste. Uns colocam a bandeira nas costas e outros vestem camisas com o desenho e as cores do símbolo de seu país.

Tudo o que sabemos sobre:
JMJtimorenses

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.