Usar celular no volante poderá dar cadeia na Inglaterra

Novas regras impõem rigor nas penalidades para infrações causadas pelo uso do aparelho

BBC Brasil, BBC

21 de dezembro de 2007 | 10h45

Motoristas na Inglaterra e País de Gales que forem pegos usando telefone celular no volante poderão ser condenados à prisão. A punição está prevista em uma nova legislação de trânsito introduzida nesta semana e que é bem mais dura no tratamento de motoristas que estiverem dirigindo perigosamente enquanto usam aparelhos eletrônicos. Pelas leis anteriores, dirigir falando ao celular era punido com multa e perda de pontos na carteira de habilitação. As autoridades dizem que essas punições eram insuficientes para desencorajar motoristas a usar o celular enquanto dirigiam. Segundo as novas regras, os motoristas que causarem risco à segurança pública ao usarem o telefone celular na direção podem ser condenados a pelo menos dois anos de prisão. O diretor da Promotoria Pública, Ken Macdonald, explicou que quem se distrair e dirigir perigosamente por ter enviado mensagens pelo celular, ouvido ou manipulado aparelhos de MP3 ou de navegação por satélite corre os mesmos riscos de acabar na cadeia. As novas leis vão ainda mais longe: quem causar situações de perigo ao acender o cigarro ou ao se maquiar enquanto dirige também pode ser preso. Pena máxima As novas regras também estabelecem que a promotoria pode condenar os infratores por homicídio culposo e punir os motoristas com a pena máxima prevista pelas leis do país, a prisão perpétua, caso seja confirmado que o veículo foi usado como uma arma pelo motorista. A pena máxima também pode ser aplicada se "o padrão de direção for tão baixo que provoque um risco de morte sério e evidente e a conduta do motorista seja tão repreensível que possa ser considerada negligência abusiva", diz a lei. Estudo De acordo com um estudo realizado pelo Laboratório de Pesquisas sobre o Trânsito, falar ao telefone pode ser mais perigoso que dirigir embriagado. Segundo a pesquisa, há quatro vezes mais risco de acidente se o motorista estiver ao telefone do que se estiver dirigindo bêbado. Para o pesquisador Nick Reed, o perigo de dirigir falando ao telefone está no alto fator de distração causado pela ação. "Quando o motorista fala com quem está no banco do passageiro, consegue ver o trânsito e ver suas reações", diz Reed. As novas leis de trânsito britânicas haviam sido anunciadas em setembro, mas apenas na quinta-feira foram esclarecidas pela Promotoria Pública. Segundo a Promotoria, as novas medidas serão adotadas apenas na Inglaterra e no País de Gales e que, por enquanto, não há planos para mudar as regras de trânsito na Escócia.    BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.