USC faz parceria com governo do Estado

Universidade do Sul da Califórnia atuará no Plano de Ação da Macrometrópole, a ser apresentado em junho

O Estado de S.Paulo

25 de fevereiro de 2013 | 02h03

A Universidade do Sul da Califórnia (USC) chega ao Brasil para colaborar em suas áreas de expertise, como planejamento urbano, artes e medicina. Além do convênio com a Fapesp, firmado no ano passado, a instituição fecha, nesta semana, parcerias com a USP e com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano.

"O Brasil nos interessa porque é uma economia em crescimento. Escolhemos São Paulo para sediar nosso primeiro escritório na América do Sul", diz Max Nikias, presidente da USC.

Na parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, os pesquisadores da USC atuarão no Plano de Ação da Macrometrópole - ferramenta de planejamento dos próximos 30 anos da região que concentra 76% do PIB do Estado.

"Nos interessa a experiência deles no foco metropolitano. Vamos trabalhar em geração de conhecimento sobre habitação, mobilidade urbana e finanças públicas. Eles nos emprestarão sua expertise e seu corpo acadêmico", afirma Edson Aparecido, secretário-chefe da Casa Civil,

No caso da Fapesp, a duração de cada proposta deverá ser de até 12 meses e aquelas que forem selecionadas poderão receber até US$ 20 mil por ano para pagamento de despesas relacionadas com o projeto, até mesmo de viagens dos pesquisadores participantes.

A primeira chamada de propostas aprovou, em agosto do ano passado, quatro projetos em colaboração entre cientistas da USC e de universidades do Estado de São Paulo.

Já com a USP, o convênio de cooperação engloba o intercâmbio entre estudantes, professores e pesquisadores das universidades. Com o acordo, a USP passa a fazer parte da iPodia Alliance, aliança acadêmica mundial na área de engenharia. / O.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.