Uso de drogas se transmite pelas gerações, diz estudo

Um novo estudo sobre o fumo, abuso de bebida alcoólica e consumo de maconha, envolvendo três gerações, indica que filhos de um pai ou mãe que usa qualquer uma das três substâncias têm maior probabilidade de fumar, envolver-se em bebedeiras ou usar maconha na adolescência e na idade adulta. A transmissão do hábito de consumir drogas entre as gerações, mostra o estudo, vale mais como uma tendência genérica para o uso dessas substâncias, e não para o uso específico de uma única delas. A exceção para esse padrão é o tabaco: filhos de fumantes de cigarro enfrentam um futuro especialmente esfumaçado, de acordo com estudo realizado pela Universidade de Washington, publicado no Journal of Abnormal Child Psychology."Se seus pais eram fumantes, o risco é duplo, porque você tem mais chance de usar drogas em geral e ainda mais chance de fumar cigarro", diz Karl Hill, co-autor do trabalho. "Há algo a respeito do tabaco que faz com que filhos de fumantes tenham mais probabilidade de fumar. Pode ser porque os pais que fumam deixem os cigarros pela casa, onde as crianças podem vê-los e pegá-los. É possível que álcool e maconha não fiquem disponíveis desse jeito".Dados para o artigo foram extraídos de dois estudos de longo prazo, o Projeto de desenvolvimento Social de Chicago e o Projeto Intergeracional, que estão rastreando o desenvolvimento e o comportamento dos jovens. Os participantes foram recrutados em escolas primárias, e 808 estudantes foram acompanhados desde 1985. Além dos participantes, classificados como geração 2, foram levantados dados dos pais (geração 1) e dos filhos (geração 3).Os pesquisadores também encontraram transmissão entre gerações de problemas comportamentais infantis como desordem de conduta (envolver-se em brigas, roubar), déficit de atenção e dificuldades para aceitar autoridade.No entanto, o trabalho mostra que a transmissão do uso de drogas entre gerações é probabilística, e não determinada. Ou seja: filhos de usuários de drogas não estão "condenados" a imitar os pais. "Muitas crianças cujos pais são fumantes, bebedores ou usuários de maconha não vão virar drogados ou alcoólatras", diz Jennifer Bailey, autora principal do estudo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.