USP cria 160 vagas de graduação em Lorena e Piracicaba

A Universidade de São Paulo (USP) aprovou ontem, em reunião do Conselho Universitário (CO), sua instância máxima, a criação de 160 vagas de graduação em duas unidades do interior: 120 em cursos de Engenharia em Lorena e 40 de bacharelado em Administração em Piracicaba. Foi aprovada ainda a transferência para Santos, no litoral, do curso de Engenharia de Petróleo, que hoje está na capital. A mudança ocorrerá em 2012.

AE, Agência Estado

29 Junho 2011 | 10h31

Com as mudanças, o vestibular da Fuvest deste ano passa a contar com 200 novas vagas, já que no ano passado a instituição havia criado outros dois cursos: Ciências Biomédicas e Saúde Pública, ambos na capital e com 40 vagas cada um. O curso de Administração da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), em Piracicaba, valerá a partir de 2013.

Já as vagas da Escola de Engenharia de Lorena (EEL) valerão para este ano e serão distribuídas da seguinte forma: 40 em Engenharia Física, curso diurno; 40 em Engenharia Ambiental, também diurno; e mais 40 em Engenharia de Produção, noturno. O CO também aprovou a mudança de nome e de currículo do curso de Engenharia Industrial Química da EEL, que passa a se chamar Engenharia Química. O número de vagas foi mantido. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
USP vagas universidade criação interior

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.