Vale abandona planos de explorar carvão térmico

A Vale decidiu retirar de sua carteira de projetos os empreendimentos de carvão térmico, como é o caso de ativos na Colômbia, afirmaram executivos da mineradora a jornalistas nesta sexta-feira.

REUTERS

18 Maio 2012 | 16h33

O plano que a mineradora tinha na Colômbia "acabou não funcionando", disse o presidente da empresa, Murilo Ferreira, ao ser indagado sobre o destino de minas de carvão térmico naquele país.

A empresa já havia admitido, em entrevista recente à Reuters , a possibilidade de vender ativos colombianos.

"Carvão térmico está fora de nosso core business", acrescentou o diretor executivo de carvão e fertilizantes, Roger Downey.

Os executivos explicaram que a companhia começou a revisar o destino de seus investimentos com o objetivo de centralizar esforços em projetos prioritários bilionários, entre os quais a expansão em minério de ferro em Serra Sul, próximo a Carajás, no Pará.

A Vale pagou pouco mais de 300 milhões de dólares pelos ativos colombianos, há alguns anos.

A companhia informou no começo deste mês a venda de ativos de caulim, seguindo a nova estratégica de focar no que é principal.

(Por Sabrina Lorenzi)

Mais conteúdo sobre:
MINERACAO VALE COLOMBIAATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.