Vale construirá ferrovia de US$1 bi no Malauí

O governo do Malauí assinou um acordo de 1 bilhão de dólares com a Vale para construção e restauração de uma que vai transportar 18 milhões de toneladas de carvão de Moçambique, afirmaram autoridades nesta quarta-feira.

REUTERS

11 de janeiro de 2012 | 08h32

A Vale Logística construirá uma nova linha férrea de 138,5 quilômetros a partir de Chikhwawa (sul) para fazer ligação com a que já existe em Balaka. A empresa também vai reabilitar 98,6 quilômetros da ferrovia entre Nkaya e Nayuchi.

"A Vale vai investir cerca de 1 bilhão de dólares no Malauí ao longo de três anos para construir e reabilitar a ferrovia e deve empregar 4,5 mil pessoas", declarou à Reuters o ministro dos Transportes, Sidick Mia.

A ferrovia transportará pelo menos 5 milhões de toneladas em cargas de todos os tipos do Malauí.

A distância de transporte de carvão de Moçambique pode ser cortada por meio do vizinho Malauí. Moçambique tem uma das maiores reservas não desenvolvidas de carvão do mundo.

Tudo o que sabemos sobre:
VALEFERROVIAMALAUI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.