Vale reduz investimentos para US$16,3 bi em 2013

A mineradora Vale anunciou nesta segunda-feira investimentos de 16,3 bilhões de dólares para 2013, um freio em relação ao plano deste ano, que previa originalmente aportes da ordem de 21 bilhões de dólares, e que acabou revisado para 17,5 bilhões.

Reuters

03 Dezembro 2012 | 10h16

A maior produtora de minério de ferro do mundo reduziu investimentos e adiou projetos em meio à queda no preço do seu principal produto de venda e a perspectivas de desaquecimento da demanda por aço da China.

"As perspectivas de uma expansão moderada da demanda global por minérios e metais no médio prazo requerem rígida disciplina na alocação de capital e maior foco em maximizar eficiência e minimizar custos", disse a mineradora em comunicado.

A Vale já vem enxugando a carteira de projetos nos últimos meses e os investimentos em 2012 ficarão abaixo do planejado inicialmente.

Neste ano, a empresa retirou da sua lista de prioridade projetos complicados como Simandou, para extração de minério de ferro na Guiné, e Apolo, que tem sua implementação, em região de aqüíferos em Minas Gerais, questionada por ambientalistas.

Também foram paralisados a construção da siderúrgica do Pará (Alpa), e Kronau, um projeto de potássio no Canadá.

Paralelamente, a empresa realiza desinvestimentos, com a venda de ativos de petróleo e de logística, entre outros negócios que fogem do principal negócio da companhia.

Entre os projetos prioritários, a Vale vem destacando o projeto Serra Sul, em Carajas, no Pará, o maior da companhia.

(Reportagem de Sabrina Lorenzi)

Mais conteúdo sobre:
MINERACAO VALE INVESTIMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.