Vale vende ativos florestais à Suzano por R$235 mi

A Vale anunciou nesta terça-feira que acertou a venda de ativos florestais no sudoeste do Maranhão para a Suzano Papel e Celulose por 235 milhões de reais.

REUTERS

14 Julho 2009 | 12h05

As negociações remontavam a julho do ano passado, quando as empresas anunciaram um memorando de entendimento para um amplo acordo que envolve ativos florestais da Vale e o projeto de expansão da Suzano no Maranhão.

Pelo acordo, a Vale está vendendo 84,7 mil hectares de terras, sendo 34,5 mil hectares já com eucaliptos plantados, além de áreas destinadas à preservação permanente e reserva legal, que serão mantidas, informou a Suzano em comunicado ao mercado. O valor da venda foi dividido em 12 parcelas trimestrais.

O acordo envolve ainda aquisição de madeira proveniente de plantios de eucalipto de programa de reflorestamento da Vale no Pará entre 2014 a 2028.

Além disso, a Vale vai transportar celulose das novas instalações da Suzano no Maranhão, por via ferroviária até a região portuária de São Luis, até 2043.

Com a implantação do novo ciclo de crescimento, a Suzano passará dos atuais 2,9 milhões de toneladas por ano de papel e celulose para 7,2 milhões de toneladas anuais com a construção de três fábricas no Maranhão, Piauí e uma terceira em local ainda não definido.

Às 11h30, as ações da Vale recuavam 0,64 por cento enquanto os papéis da Suzano registravam valorização de 0,35 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Mais conteúdo sobre:
ATUALIZA VALE VENDE ATIVOS FLORESTAIS SUZANO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.