Van escolar que se acidentou no Rio estava irregular

Quatro crianças morreram e seis ficaram feridas no acidente envolvendo uma van de transporte escolar do Colégio Pedro II, ontem, na Linha Vermelha, no Rio. O veículo se chocou contra um reboque da prefeitura do Rio na via expressa que liga o centro à Baixada Fluminense. Um helicóptero do Corpo de Bombeiros teve de pousar na pista para resgatar parte dos feridos. A delegada Leila Goular disse que o veículo não tinha autorização para levar alunos.

AE, Agencia Estado

02 Julho 2009 | 09h50

A delegada da 37ª Delegacia de Polícia (Ilha do Governador) pretendia tomar o depoimento dele ainda ontem. De acordo com Leila, o veículo não tinha a placa específica nem a faixa amarela que identifica transporte escolar ou as portas nas duas laterais. O motorista será indiciado por exercício ilegal da profissão, homicídio culposo (sem intenção) e lesão corporal culposa. Ele pode responder em liberdade, se pagar fiança. No Colégio Pedro II, um dos mais tradicionais do País, a notícia do acidente causou comoção - e a direção decretou luto. O colégio não oferece transporte escolar e informou que a associação de pais tem um cadastro próprio de prestadores desse serviço. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
acidente Rio van mortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.