Vantagem do líder cai desde 2008

Os últimos 11 meses mostraram uma tendência de queda na vantagem do tucano José Serra sobre a petista Dilma Rousseff na corrida presidencial. Nas simulações de segundo turno feitas pelo instituto Sensus, a distância entre os dois caiu de 39 para 19 pontos porcentuais desde dezembro de 2008.

DANIEL BRAMATTI, O Estadao de S.Paulo

25 de novembro de 2009 | 00h00

Nas simulações de primeiro turno não há como traçar uma linha de tempo contínua, dada a profusão de cenários com as possíveis candidaturas de Heloísa Helena (PSOL), Marina Silva (PV) e Ciro Gomes (PSB).

Deixando de lado o rigor metodológico, porém, observa-se o mesmo fenômeno. Em junho passado, segundo o Ibope, em um quadro de disputa com Dilma, Ciro e Heloísa Helena, Serra desfrutava de 20 pontos de folga sobre a petista. Na pesquisa mais recente do Sensus, a vantagem sobre Dilma é de apenas dez pontos, em um cenário com Ciro e, no lugar de Heloísa Helena, Marina Silva.

Com 18% das intenções de intenções de voto no Sensus, Ciro usou ontem o Twitter para afirmar que a pesquisa "merece pouca credibilidade". Procurada, sua assessoria disse que não conseguiu localizá-lo. O instituto não se manifestou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.