Vaticano introduz remuneração por mérito para funcionários

Novo sistema visa premiar funcionários pela 'dedicação e produtividade'.

BBC Brasil, BBC

22 de novembro de 2007 | 10h00

O Vaticano decidiu dar recompensas financeiras para os seus funcionários laicos mais dedicados.Em uma declaração divulgada em sua página, o Vaticano afirma que introduzirá o novo sistema prevendo remunerações por mérito no dia 1º de janeiro. "Com esta novidade introduzimos no sistema de pagamento do Vaticano um elemento de incentivo e de remuneração que leva em conta fatores como dedicação, profissionalismo, produtividade e integridade", informou o Vaticano em sua página.A partir de janeiro, autoridades do Vaticano vão avaliar os milhares de funcionários de acordo com os valores citados.Mais de 4 mil pessoas, de cardeais a faxineiros, trabalham no Vaticano, o menor Estado do Mundo.O salário básico destas pessoas, segundo informações, pode variar entre 1,1 mil euros (cerca de R$ 2,8 mil) a 2,2 mil euros (cerca de R$ 5,7 mil) por mês.A remuneração de acordo com o mérito do funcionário poderá necessitar de uma política financeira muito mais cuidadosa e equilibrada para o Vaticano.Segundo o correspondente da BBC Matt Davis os salários já são responsáveis pelos maiores gastos no orçamento do Vaticano e seus cofres já estão sentindo a pressão devido à queda do dólar.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
vaticanoremuneraçãosaláriomérito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.