Vazamento de óleo dos EUA pode ser o segundo maior da história

O atual vazamento de petróleo no Golfo do México pode ser o segundo maior acidente ambiental da história americana, atrás apenas do vazamento do navio Exxon Valdez no Alasca em 1989. Se não for contido, o vazamento da empresa britânica British Petroleum (BP) na costa da Louisiana despejará 15,9 milhões de litros de óleo cru no mar, enquanto o acidente do Alasca deixou vazar 41,6 milhões de litros.

, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2010 | 00h00

A partir de amanhã, equipes de emergência reforçarão os trabalhos de drenagem do óleo, como parte de um esforço de US$ 100 milhões para limpar a área. A ideia é reduzir a pressão do poço que está jorrando petróleo sem parar. A plataforma Deepwater Horizon, da BP, explodiu na terça-feira da semana passada e depois afundou, após ficar dois dias em chamas. A mancha no mar já chega a cerca de 1,5 mil km². Uma das soluções, segundo a guarda costeira da Louisiana, será atear fogo na mancha de petróleo para tentar reduzi-la.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.