Vazamento de óleo no Líbano pode custar 30 milhões de euros

O vazamento no mar de 10 mil toneladas de gasóleo, provocado pelos bombardeios israelenses aos depósitos da central elétrica de Jieh, no Líbano, deixou uma mancha negra no litoral libanês cuja limpeza custará de 10 milhões a 30 milhões de euros, segundo o jornal L´Orient-Le Jour.O jornal, que cita como fonte Ghada Mitri, alta funcionária doMinistério do Meio Ambiente, informa que a mancha se espalha aolongo de 80 quilômetros do litoral.Em entrevista ao L´Orient-Le Jour, Mitri disse que o Líbano vaiprecisar da ajuda de países como o Kuwait, especialistas no assunto,para despoluir sua costa.As 10 mil toneladas de gasóleo saíram principalmente dosdepósitos da central elétrica de Jieh, atacada pela aviaçãoisraelense. Segundo Mitri, há um sério risco de vazamento de mais 15mil toneladas de outro depósito na mesma central, também afetadopelas bombas.A camada de petróleo solidificado que flutua sobre as águas nãosó mata todos os peixes que entram em contato com ela mas tambémimpede a chegada da luz ao fundo do mar, o que põe em perigonumerosas espécies, como as tartarugas marinhas.

Agencia Estado,

27 de julho de 2006 | 16h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.