Vegetais em traje oriental

Molho de ostra, aquele condimento pegajoso e marrom, usado com frequência como único tempero para legumes cozidos na maioria dos restaurantes chineses, pode ter um gostinho muito bom. Veja também:  Receita de acelga chinesa ao molho de ostra  Mark Bittman ensina a preparar a acelga chinesa ao molho de ostra (dublado)  Mark Bittman ensina a preparar a acelga chinesa ao molho de ostra (em inglês) Admito que este não é o jeito mais delicado de fazer, em casa, comida parecida com a chinesa. Mas, comprar o molho certo, já ajuda. De cara, evite os molhos de ostra que só tenham ingredientes artificiais. Procure um que contenha, pelo menos, um toque de ostra verdadeira (a referência "extrato de ostra" deve constar no rótulo do molho). Evite também os que levam GMS, glutamato monossódico. Molho de ostra decente acrescenta um sabor potente e marinho a qualquer coisa, em particular aos vegetais, como a acelga chinesa, cujos talos se tornam cremosos quando cozidos pelo tempo certo. Em nome do sabor, prefiro fritar a cozinhar no vapor. Nesta receita, misturei cogumelos shiitake secos e frescos. Cozinhei os secos com a acelga chinesa (e alho, claro), enquanto salteava os frescos para usar como guarnição. Nada se perde na receita: uso o líquido de hidratação dos cogumelos secos para dar uma intensificada no sabor da acelga chinesa. Mas o que "liga" tudo é o molho de ostras, acrescentado no final da cocção – um ingrediente nem tão secreto que transforma um prato simples em algo especial.

Mark Bittman, O Minimalista, do The New York Times,

22 Outubro 2009 | 12h44

Mais conteúdo sobre:
Paladar Mark Bittman O Minimalista

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.