Veículos têm objetos furtados no shopping Ibirapuera

Pelo menos cinco clientes do Shopping Ibirapuera, localizado em Moema, na zona sul da capital paulista, tiveram uma surpresa desagradável na noite desta sexta-feira, 13, ao chegarem ao estacionamento do piso C2, onde haviam deixado seus veículos.

RICARDO VALOTA, Agência Estado

14 de julho de 2012 | 15h37

Um Citroën C3, um Peugeot 206 e um Fiat Punto, segundo os três boletins de ocorrência registrado no 27º Distrito Policial, do Campo Belo, tiveram os vidros estourados por criminosos, que levaram diversos objetos que estavam à mostra sobre os bancos. No começo desta tarde, a assessoria de imprensa do shopping informou que outros dois automóveis estão na lista de veículos arrombados.

Entre os objetos furtados pelos criminosos há três óculos de sol, carteiras, um bolsa, uma mochila, documentos em geral, um notebook,artigos para viagem, um estepe, um par de sapatos e dois aparelhos GPS. Se realmente outros veículos foram arrombados no estacionamento, os proprietários, acreditam os policiais, devem registrar queixa durante o dia. Procurada, a assessoria de imprensa do shopping ainda não se manifestou sobre o ocorrido.

Policiais militares da 3ª Companhia do 12º Batalhão, responsáveis pelo policiamento na região, não haviam sido alertados durante a noite sobre roubo ou furto dentro do shopping. A Polícia Militar informou que nenhuma ligação partindo da Avenida Ibirapuera, endereço oficial do shopping, chegou à noite ao Centro de Operações da corporação via 190.

Shopping. Em nota oficial, o Shopping Ibirapuera informou que os furtos ocorreram por volta das 21h e que está verificando os registros de seu circuito interno. "A administração está analisando as imagens do seu sistema de segurança e colaborando com a investigação da polícia", diz o comunicado.

Tudo o que sabemos sobre:
rouboIbirapuera

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.