Benoit Tessier/Reuters
Benoit Tessier/Reuters

Venda de novas próteses de silicone no País deve ficar suspensa até abril

Segundo avaliação do Inmetro, até o fim deste mês também será publicada a portaria definitiva para certificação dos implantes mamários que serão comercializados

Ítalo Reis, Central de Notícias,

21 Março 2012 | 18h30

A comercialização de implantes de silicone importados e também os produzidos no Brasil ficará suspensa até pelo menos abril, segundo a nova norma da Agência Nacional de Vigilância Sanitária que prevê certificação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) nos produtos.

O Inmetro informou nesta quarta-feira, 21, que vai publicar até o fim do mês a portaria definitiva para a certificação de próteses mamárias de silicone. Com isso, nenhum produto fabricado a partir de quinta-feira, quando a medida por publicada no Diário Oficial da União, poderá ser comercializado nos próximos dias sem receber o selo de qualidade.

A Anvisa, porém, não acredita que haverá um desabastecimento no mercado, já que as próteses em estoque nas clínicas médicas poderão ser utilizadas normalmente. O Inmetro também deverá definir e cadastrar os laboratórios capacitados que prestarão os serviços aos importadores de próteses.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.