Vendas da Best Buy decepcionam; empresa cortará empregos e lojas

A rede varejista norte-americana Best Buy registrou vendas mais fracas do que as esperadas para o quarto trimestre nesta quinta-feira, e disse ter decidido fechar 50 lojas e cortar 400 empregos nas áreas corporativa e de suporte.

REUTERS

29 Março 2012 | 10h48

Apesar de oferecer grandes descontos, a maior cadeia varejista de produtos eletrônicos do mundo disse ter visto fraca demanda por aparelhos na temporada de compras.

O prejuízo foi de 1,7 bilhão de dólares, ou 4,89 dólares por ação, para o quarto trimestre terminado em 3 de março, comparado com lucro líquido de 651 milhões de reais, ou 1,62 dólar por ação, um ano antes. Excluindo custos contábeis, o lucro foi de 2,47 dólares por ação.

As vendas cresceram para 16,63 bilhões de dólares, mas ficaram abaixo da média da estimativa de analistas, que previam 17,23 bilhões de dólares.

A companhia espera que seus esforços de reestruturação economizem cerca de 800 milhões de dólares em custos no ano fiscal de 2015, incluindo cerca de 250 milhões de dólares no atual ano fiscal.

(Por Dhanya Skariachan)

Mais conteúdo sobre:
CONSUMO BESTBUY RESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.