Vendas de notebooks crescem 84% na América Latina

Portáteis já representam 20% de todos os computadores vendidos no continente

Lucas Pretti, do estadao.com.br,

07 Agosto 2007 | 13h28

O número de computadores portáteis vendidos na América Latina cresceu 84% no segundo trimestre de 2007 em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram comercializados 1,1 milhão de notebooks no continente entre abril e junho deste ano, revela pesquisas do Gartner. É o equivalente a 20% do total de computadores vendidos na região, 5,6 milhões.   De acordo com o estudo, mais da metade das vendas de notebooks, ou 52%, foi efetuada para consumidores finais. Queda de preços dos equipamentos e facilidades de pagamento estão entre os principais fatores que contribuíram para a saída desses produtos.   Já a comercialização de PC registrou um avanço de 38% no segundo trimestre. O faturamento ficou em US$ 3,7 bilhões. O Brasil vendeu quase metade dos computadores vendidos na região, ou seja, 2,5 milhões de máquinas.   Entre os fabricantes, a marca HP foi a mais procurada, com vendas de 854,8 mil unidades. Em segundo lugar vem a brasileira Positivo, que comercializou 383,8 mil de máquinas, seguida pela Dell com 379 mil equipamentos.

Mais conteúdo sobre:
Mobilidade Notebook Laptop Vendas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.