Vendas globais de PCs no fim do ano caem pela 1a vez em 5 anos

As vendas globais de PCs na temporada de fim de ano caíram pela primeira vez em mais de cinco anos, de acordo com a empresa de análise do mercado de tecnologia IDC. O novo sistema operacional Windows 8, da Microsoft, não estimulou os compradores e muitos acabaram optando por tablets e smartphones.

Reuters

11 de janeiro de 2013 | 11h34

A queda destaca um ano terrível para os fabricantes de PCs como Hewlett-Packard, Lenovo e Dell, que presenciaram a primeira queda anual em mais de uma década sem sinais imediatos de alívio.

"A impressão é que até que o Windows 8 esteja totalmente instalado e os preços comecem a cair, ficaremos neste estágio de dinâmica negativa no mercado de PCs", disse Aaron Rakers, analista da Stifel, Nicolaus & Co.

No passado, um novo sistema operacional da Microsoft tendia a estimular um surto de vendas de PCs, mas os fabricantes atualmente simplesmente não estão conseguindo lançar máquinas atraentes o suficiente no mercado, disse o IDC.

Os fabricantes de computadores venderam 89,8 milhões de computadores no quarto trimestre do ano passado, 6,4 por cento a menos que o mesmo período de 2011.

Os números foram um pouco piores que o esperado e marcaram o pior resultado da indústria em mais de cinco anos, quando a economia global estremeceu e entrou na pior recessão desde a Segunda Guerra Mundial.

Em todo o ano de 2012, a indústria vendeu 352 milhões de PCs, 3,2 por cento a menos que em 2011. Segundo o IDC, esta foi a primeira queda anual desde 2001, quando o mercado sofreu recuo após os ataques de 11 de setembro contra os Estados Unidos.

O IDC prevê um crescimento de 2,8 por cento nas vendas de PCs em 2013.

(Por Bill Rigby)

Mais conteúdo sobre:
TECHPCSQUARTOTRIIDC*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.