Vento faz Chapecó-SC decretar situação de emergência

O prefeito de Chapecó (SC), João Rodrigues (DEM) decretou situação de emergência no fim da tarde de hoje por conta dos ventos fortes que provocaram destruição ontem na cidade. De acordo com a Defesa Civil de Santa Catarina, pelo menos 300 residências foram danificadas na cidade, das quais 50 ficaram destruídas. O vendaval teria afetado, de uma ou outra forma, aproximadamente cinco mil pessoas. A energia elétrica faltou por algumas horas durante a madrugada, em razão de árvores que caíram sobre os cabos condutores. O meteorologista do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Epagri/Ciram) Marcelo Martins disse que os ventos chegaram a cerca de 80 quilômetros na região oeste. O fenômeno foi resultado da chegada de uma frente fria, contrastando com a temperatura elevada. Segundo a prefeitura, cinco bairros - Boa Vista, Presidente Médici, Vila Real, Passo dos Fortes e Líder - foram mais atingidos. O Corpo de Bombeiros distribuiu vários rolos de lona para os consertos emergenciais e a prefeitura entregou sete mil telhas. O Epagri/Ciram prevê que a temperatura caia bastante em todo o Estado de Santa Catarina nesta madrugada. Para a região de Chapecó, há previsão de geada moderada a forte. A neve também pode cair nas cidades de São Joaquim, Urubici e Urupema, na Serra Catarinense, em função da possível chegada de uma forte massa de ar polar que se associa à umidade na região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.