NYT
NYT

Ventos modernos na tradicional Roma

Com museu futurista de arte contemporânea, bairros descolados e restaurantes com chefs criativos, a capital italiana está deixando de ser uma atração apenas histórica

Rachel Donadio, THE NEW YORK TIMES,

16 de fevereiro de 2011 | 08h00

Diferente de outras capitais europeias, Roma é dorminhoca. Tem uma combinação de história e arte (quase) imutável - e que sempre bastou para sua reputação turística. Mas a cidade está acordando. Ganhou o brilho de um museu futurista bem no centro histórico, conta com jovens chefs que estão experimentando ingredientes locais para criar novos sabores, tem bairros moderninhos e agitados. Até os velhos prédios foram reformados.

 

Arte sem idade. Com design de Zaha Hadid, o Maxxi é o mais ambicioso museu de arte contemporânea. Tem rampas com ângulos estranhos, esquinas escondidas e janelas oblíquas. Sua coleção permanente inclui obras de artistas respeitáveis como Francesco Clemente, William Kentridge e Gerhard Richter.

 

Prefere algo mais tradicional? Roma também é repleta de opções, da Galleria Borghese ao Palazzo Massimo. A Galeria Nacional de Arte Antiga de Barberini, por exemplo, acaba de reabrir depois de uma renovação. No acervo, destaque para o quadro Judite e Holofernes, de Caravaggio.

 

‘Mangiare’. Para sair do convencional spaghetti, vá até o bairro do Prati, onde está o novo restaurante Settembrini, que usa ingredientes clássicos de novas maneiras. A tainha sobre legumes ( 16) e o risoto de berinjela e parmesão ( 14) estão entre os pratos fora do comum. O décor é minimalista porém quente, e as mesas do lado de fora, confortáveis. Ambiente mais despretensioso tem o ReD, o restaurante da moda, com lounge bar e música ambiente.

 

 

Pule a sobremesa e siga para a Gelateria dei Gracchi (Via dei Gracchi, 272) ou para a Al Settimo Gelo, duas das melhores sorveterias da cidade. Na Gracchi, os sabores de fruta e de nozes parecem ter acabado de sair da árvore e podem valer o preço que você pagou pela passagem de avião.

 

Há, ainda, restaurantes especializados no que os italianos chamam de cozinha criativa, que estão renovando os velhos padrões. Um deles é o Pastificio San Lorenzo. Misto de restaurante e bar de vinho, abriu as portas no ano passado em uma antiga fábrica de massa. Entre os destaques, prove o atum grelhado com molho de iogurte ( 20).

 

Noite. Não hesite em ir ao Trastevere, o bairro do momento. Entre os bares descolados, passe no Freni e Frizioni: você pode beber enquanto aprecia o Rio Tibre. Ou pegue uma cerveja artesanal no pub do outro lado da esquina, o Ma Che Siete Venuti a Fa’. Se preferir ficar em San Lorenzo, siga a festa no Aurunci 42, um bar amigável na Piazza dell’Immacolata, que se transforma em um lounge ao ar livre nos fins de semana.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
viagemRoma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.