Verão terá ainda mais chuvas

A capital paulista enfrentará mais chuva nos próximos meses. Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), dezembro inaugura a temporada de chuvas, mas é em janeiro e fevereiro que chove mais. Apenas para janeiro, são previstos 240 mm de chuva em São Paulo, cerca de 25% a mais do que o esperado para dezembro. Na quinta-feira, em apenas uma hora, choveu 25% dos 200 mm previstos para o mês.

Lais Cattassini, O Estadao de S.Paulo

05 Dezembro 2009 | 00h00

Segundo José Fernando Pesquero, meteorologista do CPTEC, a umidade e as temperaturas elevadas do verão colaboram para a formação de chuvas no período da tarde. A entrada de frentes frias também provoca tempestades.

As companhias que administram os reservatórios fazem um controle diário do nível das águas nas represas. De acordo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), "as represas são operadas de forma a reter elevados volumes de chuvas, liberando-os gradativamente apenas quando há necessidade, contribuindo com a segurança da população ribeirinha".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.