Verba para Viracopos-SP deve ser liberada em 1 mês

O presidente da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), Sérgio Gaudenzi, disse hoje que em no máximo um mês o governo deverá liberar os primeiros R$ 150 milhões para o processo de ampliação do Aeroporto Internacional de Viracopos/Campinas (95 quilômetros de São Paulo). O dinheiro será usado para pagar pela desapropriação de 200 famílias instaladas em 88 propriedades rurais e 3.172 lotes urbanos. O termo de cooperação para a desapropriação foi assinado hoje por Gaudenzi e pelo prefeito da cidade, Hélio de Oliveira Santos (PDT).O presidente da Infraero não informou em quanto tempo as famílias serão retiradas da área de 11,9 quilômetros quadrados declarada de utilidade pública em 2006. O início da obra depende da saída dos moradores. Mas Gaudenzi afirmou que, até o fim deste ano, a Infraero dará início à construção da segunda pista. O valor total da obra pode chegar a R$ 400 milhões, de acordo com ele. Os recursos estão previstos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da administração federal. Por suposto superfaturamento e suspeita de licitações viciadas em obras de ampliação no aeroporto realizadas entre 2000 e 2002, o Ministério Público Federal (MPF) protocolou uma ação civil pública contra oito funcionários da estatal e cinco empresas responsáveis por parte das obras e serviços dentro do aeroporto. Além disso, o MPF entrou com ao menos seis ações ordinárias e cautelares para apurar falhas em concorrências públicas, contratos e obras anteriores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.