Vereador que aparece de cueca pode ser expulso

O diretório do PSB em Belo Horizonte abriu sindicância que pode resultar na expulsão do vereador Gêra Ornelas do partido. O procedimento foi aberto após a divulgação de vídeo feito pelo próprio parlamentar no qual ele aparece despachando de cuecas em um local que seria seu gabinete na Câmara Municipal da capital mineira.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

21 de outubro de 2011 | 17h02

De acordo com o primeiro secretário do diretório municipal socialista, Moacir Sidô, o procedimento foi aberto pela comissão de ética do partido, que notificou Ornelas. O vereador tem dez dias para apresentar sua defesa, antes de o caso ser encaminhado para a plenária do PSB municipal.

Ornelas não foi encontrado hoje para falar sobre o caso. Para seu advogado, Antônio Patente, o parlamentar alegou que as imagens - nas quais aparece de cueca samba-canção e acariciando os cabelos de uma mulher que aparenta ter boletos de cobrança nas mãos - não foram feitas em seu gabinete, mas sim em um escritório de campanha.

O vereador é alvo de um processo por improbidade administrativa movido contra ele pelo Ministério Público Estadual (MPE). Ontem, a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas encaminhou ofício ao MPE e à Polícia Civil para abertura de nova investigação. Os deputados tiveram acesso a um vídeo no qual Ornelas faz sexo com diferentes mulheres, inclusive uma que, segundo o presidente da comissão, deputado estadual Durval Ângelo (PT), aparenta ser menor.

Mais conteúdo sobre:
vereadorcuecasindicância

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.