Vereadores criam dia do cake designer em SP

São Paulo ganhou mais uma dezena de datas comemorativas na semana passada. Novas leis sancionadas no sábado, 20, pelo presidente da Câmara Municipal, José Américo (PT), criaram dias para homenagear os motoclubistas, o bairro de Vargem Grande, um tipo específico de jiu-jítsu e até os "cake designers" - profissional de confeitaria especializado em criação e decoração artísticas de bolos e confeitos temáticos para festas, conforme a própria lei explica.

RODRIGO BURGARELLI, Agência Estado

22 de abril de 2013 | 19h05

O pacote de dez novas leis que acrescentam datas ao calendário oficial da cidade havia sido aprovado no último mês, junto com outros projetos de autoria dos vereadores. Como o prefeito Fernando Haddad (PT) não sancionou as leis no prazo de 15 dias previsto pela legislação, a tarefa ficou a cabo do presidente do Legislativo. Nessa leva, também foram criados o Dia da Música Cristã e do Defensor Público.

As justificativas para a criação das novas homenagens são várias. "Os responsáveis pela confeitaria são hoje, pelo nível de exigência do mercado, mais que confeiteiros. São artistas, inclusive premiados em concursos e certames dentre os que detém a técnica e a criatividade para atender e superar todas as expectativas de seus clientes. Requisitados para criarem bolos absolutamente originais pretendem ser reconhecidos não como confeiteiros, sem qualquer demérito à classe, mas como Cake Designers", escreveu o vereador Goulart (PSD) na justifica do projeto que reservou o dia 2 de maio para homenagear os confeiteiros paulistanos.

Já o vereador Adilson Amadeu (PTB), autor do projeto que homenageou os motoclubistas (pilotos de moto que costumam se reunir em clubes para longas viagens), explica que os "motociclistas estradeiros" são reconhecidos como "exemplo de comportamento e por possuírem baixo índice de envolvimento em acidente". Além disso, segundo Amadeu, vários motoclubes "possuem como um de seus objetivos a realização inúmeras ações sociais", razão pela qual a criação da homenagem é de interesse público e deveria ser aprovada pela Câmara.

Atualmente, São Paulo tem 302 datas comemorativas no seu calendário oficial de eventos, sem contar ainda as novas dez sancionadas. Todas elas foram criadas por leis aprovadas pelos 55 vereadores paulistanos. Nesse grupo, estão o dia do Árbitro Esportivo (11 de setembro), o dia dos Atores em Dublagem (29 de junho), o dia do Colunista Social (8 de dezembro) e até o Dia da Conquista pelo Brasil de seu Tetracampeonato (17 de julho).

Tudo o que sabemos sobre:
CâmaraSPdatas comemorativas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.