Versão nacional?

Todo morador da Mooca certamente conhece o Seu Toninho, o simpático senhor espanhol que passa a madrugada cozinhando no número 282 da R. Dona Ana Néri. Ele é o dono do Churros da Mooca, e poderíamos sugeri-lo às sisters como um exemplo da nossa ''''cozinha escondida''''. Lá, às sextas, sábados e feriados, a partir das 2h30, Antônio Garcia Lopes começa a enrolar a massa dos churros, que não levam recheio - mas você pode comer com açúcar e canela. O horário de atendimento incomum tem explicação: Toninho fazia churros para os trabalhadores das antigas fábricas da Mooca. Se não quiser madrugar, a casa fica aberta até às 11h30: dá para comer churros quentinhos no café da manhã.

O Estado de S.Paulo

07 Fevereiro 2008 | 03h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.