Veterinário é atacado por tigre sedado nos EUA

Animal pode ter agido por reflexo, disse o diretor do zoo.

BBC Brasil, BBC

17 de fevereiro de 2009 | 06h24

Um veterinário nos Estados Unidos foi mordido por um tigre, apesar de o animal ter sido sedado.O ataque ao veterinário Douglas Armstrong ocorreu quando o animal anestesiado estava sendo transportado de volta para a jaula no Henry Doorly Zoo, no Estado de Omaha, após um exame de rotina."Ele deu três dentadas realmente rápido e me pegou", disse Armstrong à emissora americana KETV.A mordida foi no braço do veterinário. O ferimento foi considerado grave, mas não apresenta risco de vida. O veterinário disse esperar ter uma recuperação completa.Armstrong diz que não ficou com raiva do animalque o machucou. "Ele estava simplesmente agindo como um tigre", afirmou.Os funcionários do zoológico ficaram preocupados quando o tigre pareceu acordar de repente do sono induzido, mas perceberam logo que o animal, de cerca de 90 quilos, ainda estava anestesiado e que a mordida tinha sido apenas um reflexo. "Provavelmente o braço de Armstrong encostou em um pelo do focinho e o tigre reagiu. Estes animais têm todo tipo de reflexos sensíveis", disse o diretor do Henry Doorly Zoo, Lee Simmons. O zoológico irá verificar se são necessárias medidas de segurança adicionais no transporte de animais sedados.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.