Vettel homenageia Schumacher, que encerra carreira em SP

O piloto alemão Sebastian Vettel, favorito para se sagrar tricampeão da Fórmula 1 no próximo domingo, saudou na quinta-feira o compatriota Michael Schumacher como sendo seu herói e sua fonte de inspiração. Schumacher, maior vencedor da história da categoria, com sete títulos mundiais, vai encerrar sua carreira no circuito de Interlagos, em São Paulo, aos 43 anos.

ALAN BALDWIN, Reuters

22 de novembro de 2012 | 20h21

Sentado ao lado de Schumacher numa entrevista coletiva, ele pediu ao colega para que tapasse os ouvidos, e então começou a desfiar elogios ao homem que Vettel conheceu ainda na infância, quando corria no kart.

"Ele foi uma verdadeira inspiração na época, para mim e para muitos outros garotos", disse Vettel. "Ele era o nosso herói."

Schumacher na época estava no auge da fama e do sucesso com a Ferrari, e fazia questão de entregar os troféus do campeonato alemão de kart no circuito pertencente à sua família, em Kerpen.

Ele disse que hoje em dia não se sente mais nervoso em falar com o ídolo de infância, já que eles se tornaram amigos desde que Schumacher retornou da sua aposentadoria pela Ferrari, em 2010, como piloto da Mercedes.

Há cinco anos, eles são parceiros na Corrida dos Campeões. Preparam-se agora para a sexta vitória consecutiva, em Bangcoc, no mês que vem.

Questionado se havia "uma certa tristeza" nesta iminente aposentadoria, Schumacher - vencedor de 91 provas com Benetton e Ferrari, um recorde - respondeu: "provavelmente não, não."

"Tentei que essa missão acabasse com sucesso", disse. "Não funcionou desta vez, mas estou feliz em encerrar por aqui e ter uma vida diferente de novo."

Tudo o que sabemos sobre:
F1VETTELSCHUMACHER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.