Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Vexame foi o maior da história da seleção

Perdido em campo, Brasil é humilhado pelos alemães

O Estado de S.Paulo

10 Novembro 2016 | 07h00

O maior vexame da centenária história da seleção brasileira aconteceu em 8 de julho de 2014. O jogo contra a Alemanha, no Mineirão, valia vaga na final da Copa do Mundo. O Brasil não tinha o capitão Thiago Silva, suspenso por um cartão bobo tomado contra a Colômbia, além de Neymar, seriamente machucado pelo colombiano Zuniga.

Quando o jogo começou, porém, rapidamente a esperança e o otimismo se transformaram em tragédia. Com 28 minutos, a seleção já perdia por 5 a 0. Foram cinco gols em 18 minutos, considerando-se que Thomas Müller fez o primeiro ao 10 e Khedira o quinto aos 28. Detalhe: o segundo gol, de Klose, havia saído aos 22 minutos.

O Brasil estava perdido. Bernard, substituto de Neymar, nada fazia. Fernandinho, David Luiz e Dante erravam demais. Na etapa final, mesmo diminuindo o ritmo, a Alemanha chegou a 7 a 0. Oscar só marcou para o Brasil aos 45 minutos. Já não fazia diferença para os 58.141 torcedores que foram ao estádio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.