Veyrat devolve três estrelas ao Guia Michelin

Chef quer ter restaurante ecológico, com água reciclada e horta prórpia

26 Fevereiro 2009 | 12h45

  "Dediquei a vida aos clientes. É hora de descansar", disse o chef Marc Veyrat ao crítico François Simon, do Figaro, anunciando o fim de suas atividades no Auberge de L’Eridan, em Annecy , e a devolução de suas três estrelas Michelin. Ele sofreu um grave acidente praticando esqui em 2006, do qual ainda carrega as marcas. Aos 58 anos, pretende terminar de se recuperar e dedicar-se a projetos ecológicos. Veja também: Guia Michelin apresenta as estrelas de 2009 O überinspetor que visita o mundo Chuva de trufas no novo restaurante triestrelado Alegrias e decepções em Paris Uma mesa with a view; Ducasse à altura da Torre Eiffel A vida de um chef estrelado não é exatamente repousante. Muitos despertam com as galinhas e só dormem depois do último cliente. Começam a trabalhar aos 15, 16 anos, num ritmo de galé. Vivem entre o calor do fogão e o estresse da fama, rodeados por bajuladores cujos sorrisos falsos frequentemente se apagam quando chega a conta. Mas Marc Veyrat, apesar de cansado, quer tocar seus projetos. Há anos ele sonha em abrir um restaurante ecológico, totalmente autônomo, com água reciclada e horta própria, de apenas 25 lugares, em Manigaud, a 1.800 metros de altitude. Outro projeto é pilotar um grande restaurante biológico com laboratório de cozinha molecular, perto de Praga, onde seriam processados produtos da floresta sob técnicas de cozinha contemporânea. L’Auberge de la Clairière foi concebido por um especialista checo em arquitetura ecológica, Petr Suske. Embora esteja abatido com a ideia de entregar suas três estrelas, Veyrat já está se recompondo. Além dos projetos ecológicos, o restaurante fast food Cozna Vera, montado com sua filha em Annecy, mostra que ele não parou. Ali, serve-se blanquette de veau com mandioca, bife bourguignonne, tartillete, tudo entre 7 e 15. Marc Veyrat recebeu a primeira estrela Michelin em 1986 e a segunda em 1987. Em 1992 deu o grande salto com o atual endereço do Veyrier du Lac, o Auberge de l’Eridan, no Lago de Annecy. A terceira estrela chegou em 1995. "Tive todas as honrarias, mas não sou rico. Rica é minha vida", diz.

Mais conteúdo sobre:
Paladar Marc Veyrat

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.